Empreendedores


Compartir nota en:

Para os empreendedores da América Latina, o Brasil é um lugar de grandes oportunidades

Frente ao panorama que enfrentam as economias emergentes do continente, existe certa tranquilidade entre os pequenos e médios empresários que estimulam o empreendedorismo na região.


“Aqui se respira uma cultura startup, se nota um ambiente favorável para receber novos empreendedores", afirma Alejandro Vázquez, um dos fundadores da plataforma de e-commerce Nuvem Shop, empresa criada em Buenos Aires, Argentina, com escritório também no Brasil.
 

Segundo Vázquez, no Brasil se concentram todas as condições necessárias a quem quer ver crescer seus negócios: "é o melhor lugar para os empreendedores na América Latina, principalmente pelo grande mercado que há em todos os setores e pela criatividade e inovação existentes. Aqui se implementam modelos de negócios testados na China, Europa ou Estados Unidos. Isso não garante que vão ter êxito no Brasil, mas ao menos se tenta adaptá-los à nossa realidade".


Além disso, o jovem empresário radicado em São Paulo, destaca que esse clima se dá graças "às regulamentações e normas que existem para se criar uma empresa rapidamente. Entre elas, os benefícios existentes para contratar funcionários".


Claro que ainda restam muitas outras coisas para fazer. Por isso, na hora de observar o sistema brasileiro, Vázquez ressalta que "ainda é possível adequar mais os mecanismos para apoiar as startups. Por exemplo, com o entendimento que não são trabalhos normais com 8 ou 9 horas rígidas de serviço. Trabalhamos com resultados, promovemos maior flexibilidade quanto aos horários, mas muitas vezes as regulamentaçõesções nos condicionam a contar com estes tipos de contratos em nossa equipe".


A economia startup é característica da região e impulsiona vagas de emprego, captação, ideias para o mundo,e definitivamente, amplia as oportunidades para todos.
A plataforma Nuvem Shop permite que todo tipo de empreendedor crie e gerencie sua própria loja virtual profissional. Conta com mais de 400 lojas online criadas em toda América Latina. A metade está no Brasil. Sua equipe é formada por aproximadamente 70 pessoas que trabalham tanto em São Paulo, quanto em Buenos Aires.


Consultado sobre o que fazer para manter uma startup em alta, como está atualmente, o empresário não tem dúvidas de que "há muitas plataformas de comércio eletrônico, mas nem todas sobrevivem. É importante estar em todos os detalhes, desde os aspectos legais, que tem a ver com os produtos, até o atendimento ao cliente ou o marketing".
Indica ainda que há dois pontos cruciais:  "ter as pessoas certas e deixar bem claro qual é o propósito que se deseja alcançar. Isso facilita as coisas. Como sempre digo, nosso principal concorrente é só um. Depende apenas de nós mesmos".


Veja a entrevista completa em que Alejandro Vázquez conversa com a plataforma suíça Dukascopy TV onde analisa o panorama atual das startups no Brasil, entre outros temas.

TOP